Trabalhos de soldagem geram uma série de riscos à saúde e às instalações da empresa e requerem métodos e proteções adequados.



Para que uma explosão seja deflagrada são necessários quatro elementos: fluído, oxigênio, uma fonte de ignição e um espaço confinado.



Toda sobrecarga elétrica tem grande potencial de causar acidentes, podendo ocasionar lesões e princípios de incêndio.



Os trabalhos com esmeril devem ser executados obrigatoriamente por pessoas treinadas usando óculos de proteção contra impacto e protetor facial.



Todas as plataformas de trabalho com risco de queda de materiais devem dispor de sistema de guarda-corpo e rodapé, inclusive nas cabeceiras em todo o perímetro, com exceção do lado da face do trabalho. Isso é o que exige a NR 18 do Ministério do Trabalho.



Tome todas as precauções possíveis contra a queda de materiais, adotando sempre a proteção coletiva adequada. O capacete tem a finalidade de proteger a cabeça contra ferimentos causados pela queda de objetos de níveis elevados, contra lesões decorrentes de batidas da cabeça contra objetos fixos e proteger também contra descargas elétricas.



Tome todas as precauções possíveis contra a queda de materiais.
Todos os pisos de andaimes, balancins, elevadores e plataformas elevadas de trabalho devem ser mantidos limpos e desobstruídos permanentemente.



Todas as atividades de uma parada de manutenção são consideradas especiais pelo fato de não serem atividades normais do dia a dia. Uma parada de unidade envolve mais riscos do que paradas gerais, visto que as demais áreas continuam operando interligadas.



Todos os dias a todo momento nos deparamos com riscos os mais variados e, muitos deles estão fora do trabalho, estão na nossa casa, na escola, no convívio social e sobremaneira no dia a dia do trânsito.



Toda vez que você for fazer um trabalho em condições que possa ocorrer uma queda, use sempre o cinto de segurança.